8 de fev de 2015

Ensino da Arte: como apreciar uma obra.

APRECIAÇÃO DE IMAGEM NO ENSINO DA ARTE

Mona Lisa, 1503-1506- Leonardo da Vinci



Você conhece a obra Mona Lisa?
Então responda rápido: ela está em pé ou sentada? Onde seu braço está apoiado? O que há ao fundo da obra? Há casa, ponte, cavalos ou pessoas? Há rio? um caminho? Montanhas? O que há sobre sua cabeça?

Percebeu que ver é diferente de olhar?
Então vamos refletir sobre o que significa apreciar uma obra de arte....


O QUE AFIRMAM ALGUNS DOCUMENTOS OFICIAIS?


RCN –propõe a articulação da arte nos seguintes aspectos: fazer artístico, apreciação e reflexão.


PCN ARTES-Propõe três eixos norteadores para o ensino da arte: a produção, a fruição e a reflexão.
A produção refere-se ao fazer artístico e ao conjunto de questões a ele relacionadas, no âmbito do fazer do aluno e dos produtores sociais de arte.
A fruição refere-se à apreciação significativa de arte e do universo a ela relacionado. Tal ação contempla a fruição da produção dos alunos e da produção histórico-social em sua diversidade.
A reflexão refere-se à construção de conhecimento sobre o trabalho artístico pessoal, dos colegas e sobre a arte como produto da história e da multiplicidade das culturas humanas, com ênfase na formação cultivada do cidadão.

ORIENTAÇÕES CURRICULARES DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO – propõe a leitura / fruição e produção de imagens.




Por que apreciar uma obra de arte?
"Manto de apresentação" - Arthur Bispo do Rosário


A apreciação de imagens é a leitura de elementos visuais que a compõem. Por meio da apreciação o leitor deixa de ter contato superficial com a imagem;


É possível escolher imagens que desafiem a percepção visual: artísticas, fotos de jornal e revista, fotografias pessoais, cena de livros, gibis; imagens cotidianas e em movimento.

Apreciar imagem contribui para quebra do desenho estereotipado da criança;

Contribui para a ampliação do repertório gráfico e visual, conhecimento do mundo e da arte;

Para interagir e apreciar a arte usamos experiências anteriores, percepção, habilidades comunicativas, visuais, espaciais, informações, sensibilidade e imaginação.



Como apreciar uma obra de arte?

Veja algumas estratégias didáticas para a apreciação elaboradas por grandes 
estudiosos da arte e crie um roteiro de apreciação para trabalhar com seus alunos.



Proposta triangular Ana Mae Barbosa:


Aborda o ensino da Arte em três pilares:

 _Contextualização histórica (conhecer a sua contextualização histórica);
 _Fazer artístico (fazer arte);
_Apreciação artística (saber ler uma obra de arte).


Apreciação: roteiro proposto por Willian Ott


     Willian Ott propõe a leitura de uma obra em cinco etapas, são elas: descrever, analisar, interpretar, fundamentar e revelar. Saiba mais a respeito de cada uma delas a seguir. 


1- Descreverrealizar um levantamento do que vê. Um inventário, sem emitir juízo de valor;

Citar as formas, cores, elementos presentes na imagem.
Descrever: O que vejo?
obra: Gustavo Rosa

2-Analisar: perceber detalhes.

Perguntas feitas pelo professor para ajudar o aluno a perceber detalhes.
Estimular prestar atenção nos elementos da linguagem visual. Cores, formas, tamanhos, pinceladas, texturas;
Analisar: Como são? Onde estão?
Mestiço, 1934- obra Cândido Portinari 

3-Interpretar: expressar sentimentos, emoções, opiniões, conclusões a respeito da obra.
Interpretar: penso que...

Obra: Ivan Cruz

4-Fundamentar: elaborar questões que balizarão o trabalho: saber sobre o artista, a obra, o seu tempo, o processo de criação.
(pesquisa sobre elementos da obra)

Fundamentar: Quem, como e onde?
obra: Tarsila do Amaral

5-Revelar :
Sistematização do conhecimento;
Novas propostas;
Explorar elementos como criar, desenhar, escrever, colar, esculpir.


*****

Vale lembrar que podemos apreciar diversos elementos como: página de um livro de história, um objeto, escultura,  a imagem de um painel, propaganda, mural, etc. além de imagens estáticas e em movimento. Podem estar em suportes bi ou tridimensionais, ou ainda, em meios eletrônicos.




Também podemos propor no percurso do trabalho algumas brincadeiras com as imagens para aguçar ainda mais o  olhar das crianças:
  • quebra-cabeça com obras de arte;
  • jogo da memória com obras de arte;
  • jogo do encontro com as obras (o professor pede que localizem algum elemento escondido na imagem);
Podemos produzir esses jogos ou realizá-los na sala de informática, há muitos sites que propõe essas brincadeiras. O MAM de São Paulo, lançou o MAM Quebra-cabeça, um aplicativo no qual mais de 50 obras de seu acervo  estão disponíveis para brincar em formato de quebra-cabeça. 

Conheça alguns sites de museus e os sites de alguns jogos. 







Já considerou visitar um museu com as crianças?


Os museus mantêm um serviço educativo permanente no qual dão cursos e monitoramento de visitas para grupos, inclusive para grupos de crianças e adolescentes. Além da visita ao acervo, as crianças podem produzir suas próprias obra de arte. Pesquise em museus como: Lazar Segall, MASP, MAM, MAC, etc.  O MASP ainda oferece assessoria para professores. 


Muitos artistas locais ou mesmo artistas famosos abrem seu atelier ou galeria para visitação de escolas, procure em sua cidade! 

Vale a pena conferir!



Obs: Na cabeça da Mona Lisa há um véu, ao fundo há uma ponte e seu braço está apoiado no braço de uma cadeira ou poltrona.